quarta-feira, 15 de abril de 2009

adiante, meu camelo
suas pegadas
sua sede
sua tigela de mendigar
neste deserto
descarnado

em mim
corcovas
de um passado
arenoso

0 comentários:

Postar um comentário