quarta-feira, 15 de abril de 2009

bolero

e se eu for apenas
pingos de chuvisco
na sua capa
após a chuva?

você chega em casa
-- imagino –
tira a capa
e pendura
atrás da porta

e se eu for apenas
pingos de lama
que jazem no chão
caídos de sua capa?

talvez eu seja aquela
a quem você
dê as costas
pra que eu
carinhosamente
te cubra com a capa

0 comentários:

Postar um comentário