quarta-feira, 15 de abril de 2009

Meu Reluzente

pra você
torno ébrio
o poema
mais sóbrio

teu sábio
equilíbrio

que falta em mim
sobra
em você

0 comentários:

Postar um comentário