terça-feira, 21 de abril de 2009

pt saudades

não chegue tarde
pode ser perigoso chegar de madrugada
existem muitos pirilampos
alguns dormindo na calçada
nao sei se minha paciência te perdoa

nao sei se te espero
tua companhia me faz falta
como água-de-colônia faz falta
sem você ouvirei passos lá fora
as pegadas no chao vão me lembrar
cão raivoso
o cão parece o vento assobiando
na minha janela
vento me faz sentir frio
frio me leva junto de você
que é meu cão raivoso

pode ir, mas não chegue tarde
cuidado com excessos
tranque aqui seu passado
pegue sua agenda na estante
pegue um pouco de vergonha

0 comentários:

Postar um comentário