sexta-feira, 17 de abril de 2009

síndico ri pra mim
sindicamente



chope gelado
amigo quente


teu perfume
nariz rastreando nuca




palavras amontoadas
difícil descarte




punhal afiado
poema infiel mata



tenho muito o que chorar
nada me consola

0 comentários:

Postar um comentário