quarta-feira, 15 de abril de 2009

sob o signo da solidão

talvez não devesse te falar
eu nunca deveria ter feito aquilo
foi como atear fogo
em meu próprio corpo
depois me sepultar
no fundo deste quintal

não não e não
não posso dizer
mas me arrependo
o arrependimento me mata
coloco meu rosto no chão
frio do mármore atesta

0 comentários:

Postar um comentário