domingo, 12 de abril de 2009

triângulo (quase) perfeito

o que vê a íris
e retém o arco
para si

o saber
num volume
tal
a vista
não avista
e deságua

0 comentários:

Postar um comentário