quinta-feira, 23 de abril de 2009

violentadas

violetas róseas, brancas, mescladas
eram muito gentis. de tão amadas
em pequenos vasos ou mesmo no chão
floresciam na primavera, outono e verão

tratadas com carinho, cada vez mais lindas
eram tudo o que eu queria. tristezas infindas
esquecidas por dias, meses. momentos
em que não podia haver mais tormentos

sem que esperasse vi as violetas
desbotadas, tristes, sofrendo. choravam
em suas efêmeras existências. as auras pretas

o sol surgira subitamente no céu
enquanto as violetas indefesas se inclinavam
meus poemas floresciam em folhas de papel

0 comentários:

Postar um comentário