segunda-feira, 4 de maio de 2009

alice deu à luz

ângelo nasceu
embrulhei coração
num presente dourado

o bebê abriu meus olhos
no seu olhar
compenetrado

:vovó, qual o babado?
o que esse povo tá aprontando?

enfermeira ensinou ao pai
primeiro banho do neném

na água
ângelo já foi arregaçando
as manguinhas

2 comentários:

  1. Oi Jura, um mimo de poema ! Imagino que deve ser uma dedicatória a seu netinho ... Uma graça ! Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Sim, Úrsula, Angelo tem dois anos. Estou escrevendo o livro Em coro de Ängelos pra ele, homenaageando todas as crianças índigo e cristal, bem-vindas pra transformar este mundo. rs rs Obrigada. Beijos. Jura.

    ResponderExcluir