sexta-feira, 8 de maio de 2009

fogo da paixão

leve sopro
carvão
mostra-se vivo

língua de fogo
lambendo a madeira
labaredas subindo
chuva de fagulhas

a brasa
com asas
antes de extinguir-se
nas cinzas
mostra o dom
do amor

2 comentários:

  1. Um encanto de poesia ! Estou maravilhada com seu talento e leveza na escrita poética. Bjs com gotinhas de afeto.

    ResponderExcluir
  2. Ju, gosto do seu modo de escrever, joga com as palavras. Excelente. Parabéns!

    ResponderExcluir