terça-feira, 23 de março de 2010

Declaração Pública de Ternura

valéria t.
t. de textura
telúrica tenaz
valseira

t. de trilha
trama perfeitos poemas
assim a vejo
pão-pão, queijo-queijo

valéria tarelho
espírito velho
um corpo textual
tarimbado


poema com poema se paga
http://valeriatarelho.blogspot.com/
23/03/2010

Um comentário:

  1. Ola Juracy, seu blog é que é lindo, como faz algo assim tão suave. Gostei muito das poesias, saiba que uma das minhas lamentações é não saber poetizar ou poetar como diria um amigo, tudo com aspas´, é claro!
    O Fábio é uma pessoa iluminada, cheia de generosidade.
    Paz e bem!
    Sônia Gabriel

    ResponderExcluir