quinta-feira, 23 de setembro de 2010

meu pai e suas 77 primaveras

desaparecido há 15 anos
o pai ressurge
no aniversário
nos gorjeios dos sabiás

em assovios
sossegado
tocando gaita
ou assoviando
nas folhas de laranjeira

o velho é perfeito
todo musical


Outros poemas dedicados ao meu pai, seu Zé Pinheiro, no link Chapéu de Diamantes.
http://juracyribeiro.blogspot.com/2009/03/chapeu-de-diamantes-ao-velho-pinheiro.html

0 comentários:

Postar um comentário