domingo, 11 de novembro de 2012

a nova mulher verde



iara, me quero verde
mãe-d'água
tal qual sou
cada vez mais verde

verde encanto
matizes diferentes, mundo verde
chuva de montanhas pra todo lado

pele verde
com ela o planeta é revisto
revestido revertido convertido

encontro verde
ao som da voz verde
dos bichos misturada à minha
emails sempre verdes
a cor dos olhos reflito
contente com a lente
vertente

respiro verde
choro verde
rio verde
amo verde
ouro verde

curadora, salvar a terra
do abismo
receber a bênção da mãe-terra
quando nos aninharmos nos seios dela

tudo ver de
sorte que sejamos maduras
mesmo verdes

0 comentários:

Postar um comentário